Anúncio
ESPERANÇA-PB
Acusada de mandar matar o próprio filho é condenada a 22 anos de prisão
À pena de 22 anos foi somado o homicídio, o agravante da vítima ter menos de 14 anos e o fato da criança ser filha da acusada.
18/12/2018 17h07
Por: Redacao
Fonte: G1

Acusada de planejar a morte do próprio filho, na época com 11 anos, Maria da Conceição Pereira da Silva, de 36 anos, foi condenada a 22 anos de prisão, em julgamento concluído na madrugada desta terça-feira (18). O julgamento dela aconteceu no Fórum de Justiça da cidade de Esperança, no Brejo paraibano. O amante dela, José Júnior Silvino Santos, de 32 anos, acusado de ser o executor do crime, também foi condenado a 22 anos de prisão.

O crime aconteceu no dia 28 de maio de 2013. De acordo com a Polícia Civil, o garoto Lucas Pereira, de 11 anos, teria flagrado a mãe se beijando com o amante e ameaçou contar sobre o romance. Dias depois, o menino foi encontrado morto no interior de uma casa abandonada, no sítio Manguape, zona rural de São Sebastião de Lagoa de São Sebastião de Lagoa de Roça, Agreste paraibano.

Para encobrir o crime, a mãe da criança prestou queixa três dias depois, alegando o desaparecimento após a venda de uma moto para um desconhecido que havia levado seu filho para dar uma volta.

Amante da acusada também foi condenado a 22 anos de prisão — Foto: TV Paraíba/Reprodução

Amante da acusada também foi condenado a 22 anos de prisão — Foto: TV Paraíba/Reprodução.

A acusada foi indiciada pelo crime de homicídio, qualificado pela impossibilidade de defesa da vítima, e absolvida do crime de ocultação de cadáver. À pena de 22 anos foi somado o homicídio, o agravante da vítima ter menos de 14 anos e o fato da criança ser filha da acusada. Como Maria da Conceição já havia cumprido 5 anos e seis meses da pena, resta para a acusada cumprir 16 anos, cinco meses e 16 dias.

O executor, José Júnior Silvino, foi indiciado por homicídio e ocultação de cadáver, somando 22 anos de prisão, inicialmente, em regime fechado. A pena também foi reduzida pelo tempo já cumprido, restando 16 anos, cinco meses e 16 dias.

No julgamento, que durou mais de 10 horas, a juíza Adriana Lins ouviu primeiro uma testemunha, em seguida Maria da Conceição e, logo após, o amante dela. Os réus negaram a participação na morte do garoto, contradizendo, inclusive, os depoimentos anteriores prestados à Polícia.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Teresina - PI
Atualizado às 15h23
29°
Alguma nebulosidade Máxima: 33° - Mínima: 24°
33°

Sensação

9 km/h

Vento

74%

Umidade

Fonte: Climatempo
Anúncio
Municípios
Últimas notícias
Mais lidas