Domingo, 20 de Junho de 2021
83 99868-8794
Anúncio
Geral NA PB

Juízes paraibanos e seus familiares terão "auxílio" do Tribunal de Justiça para pagar planos de saúde

A denúncia trazida pelo sindicato e associação é que de a administração do Tribunal de Justiça repassou que o gasto anual estimado com a proposta é na ordem de R$ 4,7 milhões

20/05/2021 13h29
Por: Mídia Paraíba Fonte: Por Aline Martins
Aprovado benefício para magistrados da Paraíba. (Foto: Reprodução)
Aprovado benefício para magistrados da Paraíba. (Foto: Reprodução)

Os juízes paraibanos e seus familiares terão "auxílio" do Tribunal de Justiça (TJPB) para pagar planos de saúde. A proposta do presidente do TJPB foi aprovada, na quarta-feira (19), pelo Pleno e institui o Programa de Assistência à Saúde Suplementar à magistratura estadual. 

De acordo com o Sindicato dos Técnicos e Analistas do Poder Judiciário da Paraíba (Sintaj) e da Associação dos Servidores da Secretaria do Tribunal de Justiça do Estado da Paraíba (ASSTJE), há dois dias a matéria havia sido alvo da deliberação por parte do Comitê Orçamentário e os sindicalistas se manifestaram posicionado contrário à aprovação da proposta.

A denúncia trazida pelo sindicato e associação é que de a administração do Tribunal de Justiça repassou que o gasto anual estimado com a proposta é na ordem de R$ 4,7 milhões e irá beneficiar 261 magistrados paraibanos.

Conforme o Ato da Presidência de nº 34, publicado no Diário de Justiça desta quinta-feira (20), como o ClickPB apurou, cada magistrado receberá por mês R$ 1.520,00, destinado ao ressarcimento de despesas médicas dos magistrados e de seus dependentes.

Para o Sintaj e ASSTJE, apesar das gravíssimas consequências econômicas, sociais e para a saúde pública decorrentes da pandemia de Covid-19, a aprovação desta proposta causa estranheza e indignação, principalmente pois estão no topo da pirâmide. Enquanto os servidores do Judiciário da Paraíba continuam amargando dificuldades, sem reposição salarial há quatro anos, forçados, diuturnamente, a garantir maior produtividade ao Judiciário estadual através de metas inatingíveis, são ignorados em suas demandas financeiras.

Ele1 - Criar site de notícias