Sexta, 04 de Dezembro de 2020
83 99868-8794
Anúncio
Saúde ASSISTA

Secretário de Saúde da Paraíba recomenda que pais e responsáveis não enviem filhos para aulas presenciais devido ao risco de contaminação por covid-19

Geraldo Medeiros citou o exemplo dos Estados Unidos, onde os casos de covid-19 aumentaram em 500% em cerca de cinco meses de aulas presenciais

05/10/2020 11h25 Atualizada há 2 meses
Por: Mídia Paraíba Fonte: Por Bárbara Wanderley
Secretário de Saúde da Paraíba recomenda que pais e responsáveis não enviem filhos para aulas presenciais devido ao risco de contaminação por covid-19

O secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, fez um vídeo explicando que a secretaria não recomenda que os pais e mães encaminhem seus filhos às aulas presenciais. No material enviado ao ClickPB, ele afirmou que a recomendação está de acordo com o Plano Novo Normal Paraíba, que é válido a partir dessa segunda-feira (5) e mostra João Pessoa, Campina Grande e Cabedelo com bandeiras amarelas.

Geraldo Medeiros citou o exemplo dos Estados Unidos, onde os casos de covid-19 aumentaram em 500% em cerca de cinco meses de aulas presenciais. Ele citou ainda, a síndrome inflamatória multissistémica pediátrica, que está associada à covid-19 e se manifesta geralmente 15 dias após a criança adquirir o novo coronavírus. O secretário alertou que apesar de o percentual de crianças que desenvolvem a síndrome ser pequeno, apenas 0,7% dos casos, a mortalidade é alta.

Por fim, Geraldo Medeiros contou que recebeu confirmação do Ministério da Saúde de que em janeiro chegarão seis milhões de vacinas no país e, entre janeiro e junho, 100 milhões de doses de vacina serão distribuídas. Por isso, valeria ter cautela e esperar.

Em Campina Grande, as aulas foram liberadas em todas as escolas privadas do município. Já em João Pessoa, as aulas foram liberadas apenas para o ensino médio e superior e o ensino infantil continua a ocorrer na modalidade remota.

 

ASSISTa

Ele1 - Criar site de notícias