Anúncio
NESTA SEGUNDA-FEIRA

Morre Moraes Moreira, grande nome da música brasileira, aos 72 anos

Moraes Moreira possui 40 discos gravados, entre os projetos Novos Baianos, Trio Elétrico Dodô e Osmar e ainda dois discos em parceria com o guitarrista Pepeu Gomes.

13/04/2020 12h09
Por: Redacao
Fonte: Por: Viver/Diariodepernambuco
189
Foto: Facebook do Artista/Reprodução
Foto: Facebook do Artista/Reprodução
O cantor e compositor Moraes Moreira morreu na manhã desta segunda-feira (13), no Rio de Janeiro, aos 72 anos. A informação foi confirmada pelo portal Metrópoles, que conseguiu contato com a assessoria do artista. De acordo com o veículo, ainda não se sabe a causa da morte. O jornal Correio da Bahia afirma que confirmou o falecimento com Paulinho Boca de Cantor, integrante do Novos Baianos.
 
 
Acometido por uma úlcera gástrica, o artista foi internado no Rio de Janeiro em 2017. Ele foi atendido no Hospital Copa Star, da rede D'Or, em Copacabana. Na época, o problema de saúde acarretou o adiamento de duas apresentações dos Novos Baianos, uma delas marcada no Classic Hall, em Pernambuco. O último show do grupo no estado foi em 8 de fevereiro de 2020, na prévia carnavalesca Enquanto Isso na Sala da Justiça, realizada no Classic Hall, em Olinda.
 
Moraes Moreira começou a carreira musical tocando sanfona de doze baixos em festas de São João e outros eventos de Ituaçu, na Bahia. Na adolescência aprendeu a tocar violão, enquanto fazia curso de ciências em Caculé, no mesmo estado. Mudou-se para Salvador e lá conheceu Tom Zé, e também entrou em contato com o rock. Mais tarde, ao conhecer Baby Consuelo, Pepeu Gomes, Paulinho Boca de Cantor e Luiz Galvão, formou o conjunto Novos Baianos, onde ficou de 1969 até 1975.
Juntamente com Luiz Galvão, foi compositor de quase todas as canções do grupo. O álbum Acabou Chorare, lançado pela banda em 1972, foi considerado pela revista Roling Stone Brasil um dos 100 melhores álbuns da história da música brasileira. Moraes Moreira possui 40 discos gravados, entre os projetos Novos Baianos, Trio Elétrico Dodô e Osmar e ainda dois discos em parceria com o guitarrista Pepeu Gomes. Moraes se enquadra entre um dos mais versáteis compositores do Brasil, misturando ritmos como frevo, baião, rock, samba, choro e até mesmo música erudita.
Saiu em carreira solo no ano de 1975, lançando mais de 20 discos. Sozinho, destacou-se como o primeiro cantor de trio elétrico, cantando no Trio de Dodô e Osmar, e lançou diversos sucessos de músicas de carnaval, no que se convencionou chamar de “frevo trieletrizado”. Alguns dos sucessos dessa fase são Pombo Correio, Vassourinha Elétrica e Bloco do Prazer, dentre outras.
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.