Anúncio
EM SÃO PAULO

Ajudante é morto a facadas por causa de R$ 200 e suspeito perde o próprio dedo no local do crime

O ajudante cobrou o patrão sobre a quantia devida e o homem teria ameaçado Max de morte

16/03/2020 07h48
Por: Redacao
Fonte: Por Istoé
179
De acordo com familiares ouvidos pelo portal G1, o jovem Max Santos saiu de Propriá, em Sergipe, para trabalhar em busca de condições melhores de vida. (Foto: Reprodução/Redes Sociais)
De acordo com familiares ouvidos pelo portal G1, o jovem Max Santos saiu de Propriá, em Sergipe, para trabalhar em busca de condições melhores de vida. (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Um jovem foi morto com golpes de facas pelo patrão após reclamar de uma dívida de R$ 200 na Praia Grande, no litoral paulista. O criminoso desferiu os golpes na frente da mãe da vítima de 24 anos.

De acordo com familiares ouvidos pelo portal G1, o jovem Max Santos veio de Propriá, em Sergipe, para trabalhar em busca de condições melhores de vida. Ele atuava como ajudante de pedreiro para um conhecido, que seria vizinho da família.

O ajudante cobrou o patrão sobre a quantia devida e o homem teria ameaçado Max de morte. No último sábado (14), o suspeito foi até a casa do jovem e o matou a facadas. De acordo com a Polícia Militar, rastros de sangue foram encontrados em todos os cômodos da casa.

Na ação, o patrão acabou cortando seu próprio dedo com um dos golpes. Ao fugir, o homem deixou o membro no local

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.