Sábado, 21 de julho de 2018
83 99868-8794
Política

30/06/2018 ás 21h59

50

Redacao

Teresina / PI

Renato e Beto Meireles reúnem militância e defendem Célio Alves para representar Guarabira e o Brejo na Assembleia
O encontro reuniu aproximadamente 500 pessoas e serviu para apresentar os nomes dos pré-candidatos que a Renato e Beto
Renato e Beto Meireles reúnem militância e defendem Célio Alves para representar Guarabira e o Brejo na Assembleia

Na noite desta sexta-feira (29), o vereador Na noite desta sexta-feira (29), o vereador enato Meireles e seu pai, ex-vereador Beto Meireles, reuniram a militância política que segue a orientação deles e simpatizantes do grupo Girassóis de Guarabira. O encontro reuniu aproximadamente 500 pessoas e serviu para apresentar os nomes dos pré-candidatos que a Renato e Beto irão apoiar nas eleições que se aproximam.


De acordo com Renato, a eleição de Célio Alves para a Assembleia Legislativa é importante para que o grupo possa ter um representante defendendo os projetos de interesse da cidade e considerou que Célio tem plenas capacidades de representar o projeto socialista.


“Realizamos na noite de ontem uma reunião ampliada com a nossa militância e os simpatizantes do nosso projeto político. Na oportunidade apresentamos os nossos pré-candidatos, que são Célio Alves para estadual, Gervásio Maia Filho para federal e João Azevêdo para governador. Célio irá representar o projeto dos Girassóis na Assembleia Legislativa. Depois de tantas obras já vindas para Guarabira, se a gente tiver um deputado que faça essa ponte com o Governo do Estado, que acreditamos será João Azevêdo, não tenho dúvidas que a gente ganhará muito mais ações do Estado e Célio tem essa capacidade de nos representar muito bem”, pontuou o vereador Renato Meireles.


Ex-vereador de Guarabira, com rodagem reconhecida na política de Guarabira e região, Beto Meireles disse que o encontro teve como principal objetivo motivar a militância para cair em campo na defesa dos nomes apresentados.


“Nós nos reunimos para hipotecar, consolidar o nosso apoio a Célio Alves. Para nós, a campanha começa efetivamente a partir desse encontro de ontem. A intenção da reunião foi motivar a militância para se envolver, cair em campo para defender essa pré-candidatura, não só a de Célio, mas também a do companheiro Gervásio Filho para deputado federal e, sobretudo, do nosso companheiro João Azevêdo para governador, que é a expressão desse projeto no momento, o homem que vai dar continuidade a esse trabalho magnífico que Ricardo Coutinho faz na Paraíba”, disse Beto.


Pré-candidato a deputado estadual, Célio Alves estava presente no encontro e disse que a responsabilidade de cada um é levar a mensagem do trabalho que vem dando certo na Paraíba e pediu que façam comparação dos dias atuais na Paraíba com as gestões que já passaram.


“Participei, nesta sexta (29), de uma plenária articulada pelos companheiros Beto e Renato Meireles com parte de nossa militância de Guarabira. Foi um encontro para agradecer a todas e todos por caminharem conosco ao longo da jornada e para dizer que, daqui até outubro, nossa responsabilidade será ainda maior, pois temos de levar ao máximo de gente a mensagem do trabalho, comparando a Paraíba de hoje com a do passado e com o restante do Brasil. Não podemos permitir a volta do atraso, que nada oferece ao povo do que tapinha nas costas e sorriso falso, deixando-o sem a cobertura de políticas públicas que geram dignidade de vida”, argumentou o socialista.


Para Célio Alves, a parceria envolvendo políticos que tenham responsabilidade e compromisso com a cidade será fundamental para desenvolver ainda mais Paraíba, Guarabira e a região, dando voz à população através de políticas públicas e participação popular, diferente das elites dominantes da cidade.


“João Azevedo no governo, Veneziano no Senado, Gervásio Maia na Câmara Federal e a gente na Assembleia será fundamental para a ampliação desse projeto que faz muito pela Paraíba, Guarabira e região. Vamos dar vez ao novo e deixar pra trás as forças políticas familiares que não fizeram pelo povo nem de longe o que deveriam. A representação popular não pode ser exercida por quem não conhece a realidade da maioria das pessoas, por nunca tê-la vivido. O povo só foi visto de verdade quando o filho de uma costureira, sem parente político e sem dinheiro, se elegeu governador. Na Assembleia não será diferente. Sou filho de trabalhadores rurais, e não, das elites”, concluiu o pré-candidato.



FONTE: Jota Alves/Portal25horas/MÍDIIA PARAÍBA

Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium