Quinta, 13 de dezembro de 2018
83 99868-8794
Esportes

29/09/2018 ás 16h41

Redacao

Teresina / PI

Michelle Ramalho vence eleição e é a nova presidente da FPF
Derrotado no pleito, o advogado Eduardo Araújo desejou sorte à nova presidenta
Michelle Ramalho vence eleição e é a nova presidente da FPF

A Federação Paraibana de Futebol (FPF) tem uma nova presidenta. A auditoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), Michelle Ramalho, foi eleita no pleito realizado neste sábado na sede da FPF, após receber 26 votos contra 24 do advogado Eduardo Araújo, e vai comandar a entidade pelos próximos quatro anos. Diante disso, a Paraíba volta a ter a única mulher presidenta de uma federação em todo o território brasileiro. A nova mandatária da FPF tomou posse do cargo imediatamente após ser eleita.


Logo após o resultado final da eleição ser revelado, a nova presidenta da Federação Paraibana de Futebol deu a sua primeira declaração. A dirigente agradeceu o apoio dos clubes e prometeu mudanças no gerenciamento da entidade.


– O processo foi muito democrático e eu queria agradecer aos clubes e à Comissão Eleitoral por isso. Sempre quis ir para o voto. Eu sei da minha competência e também que os clubes querem mudanças na FPF. Eu tenho um projeto e vou estar aberta para ouvir dos times o que eles desejam. Vamos trabalhar com transparência e justiça, que é o que está faltando nesta federação – afirmou Michelle Ramalho.


Derrotado no pleito, o advogado Eduardo Araújo desejou sorte à nova presidenta, mas não poupou críticas ao apoio de Rosilene Gomes e Nosman Barreiro, ex-mandatários da FPF, à candidatura de Michelle Ramalho.


– Eu desejo muita sorte para Michelle. Ela é uma opção maravilhosa. O problema dela são os vices, eu sempre disse isso. Onde tem Rosilene Gomes e Nosman Barreiro, o futebol paraibano não deveria estar. Mas se os clubes preferem assim, então tudo bem. Não vou judicializar nem discutir o processo – declarou Eduardo.


O advogado se refere ao fato de que um dos vices de Michelle é Nosman Barreiro Filho, que é filho do ex-vie da FPF, Nosman Barreiro, e outra é Thalyta Gomes, neta da ex-presidente da FPF, Rosilene Gomes. Além deles, Marcílio Braz, ex-presidente do Conselho Fiscal da FPF, também é vice na chapa vencedora do pleito.


A eleição foi equilibrada e precisou de duas baterias de votação para que o novo presidente fosse conhecido. A primeira convocação foi realizada pela Comissão Eleitoral às 10h, como estava programada, mas não havia o quórum mínimo para que a votação fosse iniciada. Uma hora depois, com a nova convocação, os votos começaram. Das 45 agremiações que possuíam direito a voto, apenas a liga de futebol de Poço de José de Moura não votou e se absteve no processo. Os atuais presidentes do trio de ferro, Botafogo-PB, Campinense e Treze, compareceram e votaram


Logo após o resultado final da eleição ser revelado, a nova presidenta da Federação Paraibana de Futebol deu a sua primeira declaração. A dirigente agradeceu o apoio dos clubes e prometeu mudanças no gerenciamento da entidade.


Depois da segunda convocação, às 11h30, começou, de fato, a votação. Primeiramente, os representantes dos clubes profissionais e amadores foram convidados para votar. Posteriormente, foi a vez das ligas. Tudo ocorreu dentro da normalidade e foi encerrado ao meio-dia. Logo após o final do pleito, foi iniciado o processo de apuração.


A apuração foi realizada rapidamente e logo a Comissão Eleitoral informou o resultado: Eduardo Araújo teve 25 votos e Michelle Ramalho outros 25. Com o empate, segundo o estatuto, uma nova votação teve que ser realizada, mas só no turno da tarde. Se a igualdade permanecesse, a auditora do STJD seria eleita por ser mais velha que o advogado.


À tarde, a segunda votação começou às 13h30. A principal preocupação dos candidatos era sobre a presença dos representantes dos clubes que votaram pela manhã e deixaram a sede da entidade logo em seguida. Porém, os mesmos 50 votos foram contabilizados na urna, ou seja, apenas o representatne da liga de Poço de José de Moura se absteve novamente.


Sendo que, após o empate na votação pela manhã, Michelle, desta vez, recebeu 26 votos, contra 24 de Eduardo Araújo, e foi proclamada a nova mandatária da FPF. Alguns instantes mais tarde, foi realizada uma Assembleia para decidir se a posse aconteceria imediatamente; os clubes aprovaram e, de pronto, Michelle Ramalho assumiu efetivamente o cargo máximo do futebol paraibano.


 

FONTE: PB Agora com Globo Esporte

Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium