Quarta, 17 de outubro de 2018
83 99868-8794
Esportes

26/07/2018 ás 21h50

Redacao

Teresina / PI

Final da Série D será último jogo no Amigão antes da substituição do gramado
As investigações da DDF identificaram pelo menos três vítimas do suspeito e um prejuízo superior a 27 mil reais.
Final da Série D será último jogo no Amigão antes da substituição do gramado

Um novo tapete verde será plantado no velho Colosso da Borborema. Principal praças de esportes da Paraíba, e palco de grandes jogos, até da Seleção Brasileira, várias decisões de Campeonato Paraibano e duas finais de Copa do Nordeste, o Estádio Amigão, será o local pela primeira vez em sua história, de uma final de Campeonato Brasileiro.



Com 43 anos de existência, o Amigão vai sediar a
 final da Série D nacional, partida já considerada um marco para a história de Treze e Ferroviário, que brigam pelo título da competição nacional. Após a decisão do Brasileiro marcada para o dia 5 de agosto, o Estádio Governador Ernani Sátiyro, que vai passar por uma série de mudanças. 


 


Uma das novidades será a substituição do gramado, que é o mesmo desde a fundação do estádio, em 1975, além da implantação de um novo sistema de irrigação, dessa vez automatizado. A informação foi repassada pelo gerente administrativo do estádio, Ascânio Paceli, em entrevista a Rádio CBN.



O Colosso da Borborema, apelido dado pelo radialista Joselito Lucena ao Estádio Amigão, abriu suas portas pela primeira vez para receber uma partida entre o Campinense Clube e o Botafogo-RJ, que era comandado pelo treinador Mário Jorge Lobo Zagallo. Com a presença de mais de 22 mil espectadores, a partida, realizada em um sábado a tarde, acabou empatada em 0 a 0.


 


O primeiro gol registrado na história do Amigão aconteceu no dia 16 de março de 1975 durante o primeiro Clássico dos Maiorais disputado no Estádio. A marca histórica de primeiro jogador profissional a marcar um gol no gramado do Amigão coube ao atacante Pedrinho Cangula, pai do meio-campista Marcelinho Paraíba, do Sport Club do Recife, que na época defendia o Campinense.


Na mesma partida, Fernando Canguru marcou para o Treze e decretou o empate em 1 a 1 no primeiro embate entre Galo e Raposa na recém-inaugurada praça esportiva de Campina Grande. Já o maior público que o Amigão recebeu foi registrado no jogo do dia 7 de fevereiro de 1982 quando o Treze enfrentou o Flamengo de Zico, que acabou vencendo a partida pelo placar de 3 a 1. Naquele dia, mais de 42 mil pessoas compareceram ao Estádio.


 


Pouco antes de completar 20 anos de existência, o Amigão recebeu um dos seus jogos mais importantes. A Seleção Brasileira veio a Campina Grande em 1992 para realizar uma partida amistosa contra o Uruguai. Como não podia ser diferente, a partida mobilizou a cidade, que lotou o estádio para acompanhar os craques da amarelinha. Mas, como nem tudo são flores, o Brasil acabou saindo de campo com uma derrota por 2 a 1, de virada. 


Outro jogo internacional que está registrado na história do Estádio Governador Ernani Sátiro foi mais recente, já nos anos 2000, quando o Campinense realizou um amistoso contra o time português do Rio Ave.

FONTE: PB Agora

Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium