Sábado, 23 de março de 2019
83 99868-8794
Polícia

17/02/2019 ás 22h48 - atualizada em 18/02/2019 ás 00h19

Redacao

Teresina / PI

Identificado acusado de matar paraibano de Cacimba de Dentro, em São Paulo
O acusado desse brutal crime é ex-presidiário que tem várias passagens pela polícia por roubo à carga, tráfico de drogas e agressão física à ex-mulher.
Identificado acusado de matar paraibano de Cacimba de Dentro, em São Paulo
Dheférson de Sousa Carneiro, acusado do latrocínio


Foi identificado o acusado de assassinar o paraibano Francisco Bezerra Borges, conhecido por Chico, de 52 anos, que foi morto com requinte de crueldade, ao ser atingido com vários golpes de faca, no dia 26 de janeiro, no seu sítio que fica no município de São Lourenço da Serra, no interior de São Paulo.


De acordo com informações da esposa da vítima, Alba Costa Lima, o criminoso é Dheférson de Sousa Carneiro, de 28 anos. O acusado desse brutal crime é ex-presidiário que tem várias passagens pela polícia por roubo à carga, tráfico de drogas e agressão física à ex-mulher. A companheira do acusado do homicídio, que tem apenas 16 anos, que estava com o Dheférson no momento do sinistro, também está sendo procurada pela polícia.


Segundo informações de dona Alba, viúva da vítima, o bandido foi apresentado ao seu Chico, por um caseiro de uma chácara vizinha, que no período Natalino o marginal chegou a almoçar na casa da família da vítima. Ele teria dito durante a refeição, que teria cometido vários crimes. Diante disso, dona Alba, pediu ao seu esposo, que se afastasse do Dheférson, porém ele teria afirmado que não poderia, pois havia contratado o mesmo para trabalhar na sua propriedade rural. E por confiar nele, acabou sendo morto traiçoeiramente.


Paraibano de Cacimba de Dentro é assassinado em São PauloFrancisco Bezerra Borges, foi morto com requinte de crueldade.


 O crime foi latrocínio, quando se mata para roubar. De acordo com informações, o acusado teria roubado cerca de 4 mil reais e o carro de seu Chico. Após bater com o automóvel numa pedra, o acusado abandonou p carro tomando rumo ignorado.


O marginal havia deixado a prisão há poucos dias, por ter sido beneficiado por o indulto natalino. Durante esse período praticou esse horrendo crime.


Fotos do acusado de cometer o latrocínio estão sendo divulgadas nas redes sociais pela família da vítima, para que o bandido seja localizado e preso, para ser julgado e sendo condenado cumprir â pena pelo bárbaro crime que cometeu.


 Quem tiver informações do acusado de cometer esse latrocínio, ligue para o número  190 da polícia militar ou 197 da polícia civil, que terá o sigilo absoluto.


 

FONTE: MÍDIA PARAÍBA

Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium